• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

20 janeiro 2012

5 motivos para alguém permanecer em sua vida (ou não!)

Oi, gente!!!

Fiz tanto processo seletivo na vida (devo confessar que alguns me traumatizaram) que aprendi uma coisa: para se encaixar e se dar bem em algo (seja empresa, curso universitário, BBB, posto de Loira do Tchan, etc.) é preciso ter perfil adequado para tal.

Daí, você lê isso e diz em tom irônico: "Nossa, que novidade! Descobriu isso sozinha?!" e eu já me adianto: Se é tão óbvio assim, por que ainda insistimos com coisas/pessoas e atividades que não tem nada a ver com a gente?

Não vou me estender a trabalho ou carreira, mas vou partir daquilo que nos rodeia sem muitas vezes nem querermos: relações.

Não estou falando só das amorosas não. Aquela "mala" que trabalha com você no mesmo escritório ou a infeliz da sua vizinha que toca Katy Perry a tarde toda, como se não houvesse amanhã, também fazem parte de seus relacionamentos. 

Ruins, eu sei. Mas fazem.

A vida da gente é, muitas vezes, como nossas gavetas. Acumulamos tanta "tranqueira" dentro que nem damos conta do espaço tomado por tanta coisa inútil ou que hoje não serve mais.

O que quero dizer com isso?

Simplesmente, que às vezes acumulamos também na vida relações inúteis: ou por nos desgastarem, por serem superficiais, por nos fazerem mal... Ou por não terem o menor sentido de existir.

Somos, muitas vezes acostumados a lidar com as mesmas pessoas sempre e nem paramos para questionar a nós mesmos se é perda de tempo ou não manter determinada relação.

Foi pensando nisso que decidi enumerar 5 motivos para alguém permanecer na sua vida:

1. Com quantos contatos do seu Facebook você realmente interage? Não creio que você tenha 895 amigos no Facebook e você realmente seja amigo de 500 deles! As redes sociais dão uma falsa impressão de proximidade, amizade e companhia. Talvez você possa mesmo interagir com 85% dos seus contatos do Facebook, mas já parou pra pensar se, quando os encontrar na rua, a receptividade será a mesma?

As pessoas, desde os tempos de Orkut, acumulam contatos e não amigos. Deve ser por isso que, pelo menos umas 4 vezes por dia alguém posta que "não suporta mais ler atualização disso ou daquilo". Não suporta porque não adiciona amigos, possíveis pessoas com quem tenha afinidades, mas contatos. Apenas contatos.

Aí você me pergunta: "E você?"

Eu sou das que começa a usar redes sociais adicionando "qualquer um" e depois vou selecionando... Sinto-me mais à vontade para falar o que quero e minhas interações aumentam! O que não significa que você (ou eu) possamos descartar a possibilidade de novos amigos nas redes sociais!

2. Você ama porque ama MESMO ou porque é seu parente? Essa, eu desde a infância nunca entendi: ser parente significar um pré-requisito para amar ou pra ser amiguinho.

É um tal de colocar a prima chata pra andar junto, forçar abraço com a titia, pedir a benção pro padrinho (que você só vê de 3 em 3 anos), dividir quarto com irmão, chamar os mais velhos de "senhor" como sinal de respeito (que às vezes você nem tem de verdade)... Família tem uns protocolos tão desnecessários às vezes que não aproximam as pessoas, mas pioram as relações que já são tão forçadas.

Já parou pra pensar que tooooooooooooodo mundo almeja o tal do Natal em família, mas quando todo mundo se reúne, é um tal de falar mal, criticar, cochichar pelos cantos...

E isso se estende a batizados, velórios, casamentos, aniversários, visitas... Junta aquele tanto de gente (que não se suporta), mas que vai simplesmente porque é família e famílias de verdade têm que estar juntas!

Então eu pergunto: pra quê?

Porque é família?

Porque são do mesmo sangue?

Ai, coisa mais antiga...

Você não acha que perde tempo demais tentando forçar carinho e apreço por familiares que não tem nada a ver com você, só porque seu pai ou sua mãe disseram que isso é sinal de respeito e fraternidade? 

Você não acha que muitas conversas atravessadas, comentários maldosos e juízos deturpados poderiam ter sido evitados, se você filtrasse melhor quem da sua família gosta mesmo de você? Pense nisso.

3. O fato de você trabalhar com alguém não significa que serão amigos. Muita gente adoooora fazer a famosa "social" e ser legal com todo mundo. Não precisa. Relações profissionais não precisam ser nada além do que... profissionais, ok?! Você não precisa socializar sua vida, história, nem adicionar no Facebook. Se você realmente se identificar com a pessoa, tudo bem, mas não faça de seu colega de trabalho seu melhor amigo, pois uma coisa não pressupõe a outra.

4. Afaste-se dos interesseiros! Tem gente que é "super legal" por dois motivos: ou porque quer se aproveitar de você (status, prestígio, privilégios ou favores) ou porque vende AVON, Natura ou roupa.

Pode reparar: gente nova no pedaço e que é muito legal com todo mundo, na semana seguinte tá enfiando a revistinha da AVON na sua cara ou espalhando roupa cafona na mesa, te forçando a comprar. 

E todo mundo compra.

Sabe por quê? 

Porque a pessoa é tããããão legal que todo mundo quer ajudar!

Vai, otário, ajuda mesmo. Enquanto você pensa que tá fazendo a social, olha o que que sua amiga vendedora pensa:
Tô só faturando alto!
Lembre-se: amigos não exploram e não te forçam a comprar nada: te chamam pra ir ao shopping para gastar dinheiro por lá!

5. A intimidade é um caminho sem volta. Bom, essa frase é da Sandy a ex-devassa, mas acho que serve muito bem para nos ajudar a filtrar quem deve fazer ou não parte de nossa vida. Não abra sua e (real) intimidade pra qualquer um. Quem é seu amigo de fato irá entender seus limites e respeitá-los, sem cobranças, nem nada. Quem gosta de se infiltrar demais na sua vida deve ser sumariamente cortado dela, pois em qualquer relação, limites são essenciais até para a imposição de respeito.

E uma bônus: ter a casa cheia de gente, a agenda do celular cheia de contatos e as redes sociais cheias de amigos não significa que você tem pessoas que gostam de verdade de você!
Lembre-se dos momentos difíceis que jé enfrentou na vida e pondere quantas dessas pessoas estavam ao seu lado e dê mais valor a elas. Talvez você esteja tão preocupado em acumular contatos que nem dá atenção a quem realmente se importa e gosta de verdade de você!


Limpe suas "gavetinhas" de contatos e siga mais leve, dando o devido valor a quem realmente faz parte da sua história!

Sem mais.

Com carinho, 

Naná.




8 comentários:

Cah disse...

Olá! Passando pra retribuir a visitinha e seguir você!
Adorei o blog!

Sucesso!!

Beijos
Camila
http://borboletaazul-cah.blogspot.com/

Ana Maria disse...

Muito obrigada, Cah!


Beijão!

Esmalte na Nega disse...

Oi Ana que Mara essa postagem
apesar de nao me simpatizar muito com a Sandy gostei da frase
vou ver se dou uma arrumada na minha gaveta ¬¬
Querida parabéns pelo Blog já estou seguindo
Beijos da Nega

http://www.esmaltenanega.blogspot.com/

Ana Maria disse...

Também não curto ela não! heheheh

Mas oh frase que eu acho excelente!

Dê mesmo uma arrumada em suas gavetinhas... Estou em faxina, há mais de um ano! (Oh faxina looonga! kkk)

Beijos!

Bru Gonzaga disse...

Adorei a postagem floor, superfofo seu blog
Ja to seguindo!
Obg pela visitinha, ameiamei - võolte sempre

Beeeeijos ;*;*
http://brugonzaga.blogspot.com

Jô Santos disse...

Adorei de paixão esse post.
Seguindo tb
http://maosdemocas.blogspot.com

Dudu disse...

Essas faxinas variam muito em termos de duração... algumas fazemos num piscar de olhos, outras demoram muito... não porque demoramos, mas tem algumas gavetas que parecem insistir em querer ficar cheias, como se fossem um bolor, fungo que insiste em aparecer na época de chuva, mesmo dando faxina todos os dias.
Mas seguimos fazendo a faxina, pois vale muito à pena.

E quando à gente desocupada que vem aqui encher o saco, saiba que você já foi riscada da lista há tempos, então, vê se não vira bolor...

Renatinha disse...

Eitaaaa, mais um post onde me identifiquei totalmente!!!!!Odeio quem força a barra nos relacionamentos!! Eu mesma tenho uma família de coração, já que fui criada longe dos parentes, e vejo bem isso...tenho uma irmã de alma, que prima nenhuma substitui...bem como minhas lindas afilhadas que morro de paixão e são filhas da minha ex-babá, teoricamente nenhum parentesco, mas amo mais do que muitos parentes e considero da família sim!!
Ah, mexi nas configurações do outro blog...espero que tenha resolvido!
Bjaum p vc!

Real Time Web Analytics