• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

28 fevereiro 2012

A vida, segundo a visão de uma garota de quase 27 anos

Olá, pessoal!

Faço 27 anos na quinta-feira.

E resolvi hoje fazer um pequeno apanhado sobre o que penso da vida, aos 26 anos de idade.

São pensamentos, ideias, planos... Um pouco de mim aos 26.

Comecemos.

Continuo mais "Naná" que "Ana Maria", mesmo achando que realmente Milton Nascimento estava certo ao dizer que "É um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta". Que Maria é "uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta"...

Ando descrente com a profissão de professor. 

Não vejo mais o mínimo de interesse pelo saber na maioria dos alunos nem o mesmo brilho nos olhos na maioria dos docentes.

Também não vejo mais brilho nos meus olhos quando entro em uma sala de aula e me deparo com a educação como está. Mas não quero mais me queixar disso.


Ando tendo planos de mudar. 

Não só o cabelo como sempre faço (em tempo: estou morena atualmente, mas talvez eu volte a ficar ruiva ainda em março); mas mudar um pouco a vida. A minha vida.

Penso em voltar a estudar, mas não sei o quê. Talvez meu tão almejado doutorado em Linguística, talvez o devaneio da faculdade de moda. Talvez algo técnico, relacionado à criação e design gráfico. Ou talvez nada disso.

Não sei.

Ando reflexiva.

Talvez por ver tantos alunos problemáticos eu tenha me perguntado se vale a pena voltar a ser uma aluna ou mesmo uma professora.

Ando calada.

E, ao mesmo tempo, grito constantemente minha insatisfação e anseio por mudanças.

No entanto, ando otimista.

Sinto meus planos chegando devagar e tomando forma, como um filho gerado por meses no ventre de sua mãe.

Ando apaixonada.

Apaixonada pela vida, pelo que há de bom e pelo meu marido, alguém por quem nem tenho palavras suficientes para expressar tudo que sinto.

Ando tão apaixonada pela vida e pelo meu amor que decidi junto com ele proteger o que há de bom em nós e em nossa história.

Decidimos por aparar arestas, retirar o que é feio, ruim ou triste de perto de nós. Ainda que isso seja um processo longo, estamos caminhando.

Ando sensível.

Minha valorização da vida, depois de tudo que passei nos últimos tempos me fez olhar o mundo com os olhos da alma.

Ando apreciando mais o sol, o céu, a lua, a beleza das coisas mais simples.

Ando buscando tempo pra sorrir.

E é por isso que ando tendo mais fé.

Entrei em contato com minha espiritualidade como nunca tinha entrado antes. Procuro hoje me conhecer mais, ouvir mais a voz do meu coração e segui-la.

Ando me conhecendo melhor.

Mas aquela menina de antes permanece.

Andava escondidinha... Mas apareceu novamente!

E trouxe de volta o hábito da escrita, os hobbies criativos e os sonhos. Sonhos que sigo em busca.

É é por isso que ando.

Caminho. 

Percorro. 

Sigo.

Vivo.

E é isto que espero: viver mais.


Com carinho.

Naná.

3 comentários:

Dudu disse...

Minha linda!

Eu que sou a cada dia mais apaixonado por você! Seu eterno apaixonado!

Também estou muito reflexivo, pensativo. Tenho 27 anos e me sinto como aos 26, mas com uma diferença: agora com 27 posso olhar como fui aos 26 e me sentir melhor, apesar dos pesares, e mais preparado. Por vezes, mais cansado, mas não derrotado ou pessimista. Aliás, me sinto melhor, mais evoluído, pois a cada dia e a cada ano há uma renovação da esperança.

Envelhecer se torna evidente, está na cara, e também na alma, mas é bom. Mostra que estamos mais fortes, porque se chegamos até aqui, foi porque nossas fraquezas e derrotas não nos derrubaram como queriam, driblamos, por mais difícil que parecesse, qualquer obstáculo.

Talvez a tal sabedoria que tanto falam venha a partir deste olhar.

E espero ansiosamente por um dos aniversários mais lindos do mundo, o seu! O níver da minha namô! :)

Porque os outros aniversários que são lindos também são os do nosso amor.

Te amo para sempre!

Simplesmente (P.) disse...

Oi garota, amei sua reflexão, me pego sempre pensando as mesmas coisas, acho que passamos por transformações, não a cada ano que passa, mas a cada sonho que realizamos ou adiamos para depois.
Parabéns pelo texto...
Beijinhos
http://metamorfoseparalela.blogspot.com/

Lalah Melo disse...

Mana, um texto lindo a altura de um "texto de quase níver" hehe

Fico feliz demais por ver as transformações pelas quais vc está passando, seus planos para o futuro...
Mas fico mais feliz ainda em ver que vc mudou mto, mas ainda continua a mesma pessoa que me cativou há 9 anos atrás e ainda tem as mesmas qualidades e dons que sempre me fizeram te admirar tanto! (E tantos outros mais que foram e vão surgindo com o tempo!)

Quinta tem post especial pra vc (claro! rs)pq é uma data mto importante pra mim tb!

Amo vc!

Bjos!

Real Time Web Analytics