• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

20 abril 2012

Backstreet Boys em minha vida

Oi, gente!!!

Hoje é um dia muito especial. 



É o dia que a banda que eu mais amo completa 19 anos...


Adivinha quem são?!

Os Backstreet Boys, claro!



Aos desavisados, alguns adendos:


1. Não, Backstreet Boys não acabou.

2. Sim, eram 5. Tá faltando 1, mas não é o Justin Timberlake não, viu? É o Kevin. (O Justin era do N'SYNC, o que é algo beeeem diferente).

19 anos de uma história que deu voz a tantas outras pelo mundo, inclusive à minha.

E foi pensando em como eu poderia homenagear meus queridos boys neste dia, que resolvi contar como esta banda fez e faz parte da minha vida há 13 anos.


Se não conhecem as músicas deles, sugiro clicar nos links abaixo (presentes em cada título) para entenderem melhor a minha história.

Quando eu ouvi pela primeira vez "Open up your heart to meAnd say what's on your mind, oh yes/ I know that we have been through so much pain/ But I still need you in my life this time...", senti uma vontade de suspirar.

Suspirar pelas "paixonites" adolescentes, pelos amores correspondidos dos filmes e da tv. Senti uma vontade enorme sentir de verdade o que era o amor. 

E meu primeiro contato foi com os Backstreet Boys.

Passei a admirá-los pelas músicas. Músicas que pareciam me dar conselhos, palavras de apoio e esperança.

Backstreet Boys se tornaram parte de minha vida de uma forma, que passei minha adolescência citando suas músicas para ilustrar meus  próprios sentimentos.

Meus dias de revolta me faziam pedir "The answer to our life"  e meus momentos solitários  de reflexão eram a cara de "Show me the meaning of being lonely".

Eu sonhava em ser "The One", mas "Time" me ensinou o quanto o passar dos anos podem nos transformar...

 E em meio a fragmentos meus espalhados em canções, eis que uma mudaria totalmente a minha vida: "More than That".

Em uma inocente tarde de 2001 ouvi o CD "Black & Blue". E percebi o quanto "More Than That" era linda...

Eu tinha um amigo que, assim como eu, via- se e se espelhava em músicas como o retrato de sua própria alma.



Quando ouvi "More Than That", resolvi transcrevê-la em uma folha de papel e mandei a ele, dizendo para sempre se lembrar de mim quando a ouvisse.


E, de pedaços em pedaços, de fragmentos nossos espalhados em canções, eis que aquela música é interpretada de uma outra forma pelo meu amigo. Ele pensou que fosse uma declaração de amor em forma de canção...


E não é que ele estava certo?! Era de fato meu coração querendo expressar de qualquer forma o que as minhas palavras não conseguiam exteriorizar.


Mas logo veio a decepção. Para ele, éramos apenas amigos e isso não daria certo.


Disse com "I'll never break your heart" que tudo poderia ser diferente, e com "It's true" meu coração gritava tentando mostrar meus sentimentos que não conseguiam mais ficar velados...


Mas ele era irredutível.


Passei a ignorar meus sentimentos e adotar a postura "Don't want you back", mas no fundo, meu coração só queria dizer o refrão de "As long as you love me"...


E, depois de tanto seguir "Back to your heart" foi assim que meu amigo virou meu namorado...


E vivemos uma linda história de amor.


Mas nem tudo são flores e até nos mais belos contos de fada, rompimentos podem acontecer.

Terminamos e fiquei desolada, convivendo com o fim de nossa relação e com a pausa que os Backstreet Boys fizeram na carreira.

Um silêncio permaneceu.



E hoje vejo que silenciar também é necessário e, com este, pude juntar meus fragmentos espalhados em tantas canções.

Porém, percebi que faltava algo...

E recebi um e-mail de um certo rapaz com "Incomplete". Aquele mesmo rapaz que eu pedi para lembrar de mim sempre que ouvisse "More Than That" agora havia se lembrado de sua ex quando ouviu "Incomplete".



E, assim como ele havia entendido "More Than That" como uma indireta, também entendi "Incomplete" como tal.


E mais uma vez estavam os Backstreet Boys ali, traduzindo o que nossas palavras não conseguiam dizer.

Voltamos.

De fato, é o que "I Still..." dizia. Não poderíamos mais ficar longe um do outro.

E de fato, um seria pra sempre para o outro "Safest Place to Hide"...



"Yes, I will" mostrou nosso destino.

Nos casamos e, mesmo vendo como tudo ao nosso redor é meio "Weird World", nossas "PDA" mostram até hoje como nosso amor é forte.

E mesmo com tanta luta, histórias e vivências, "Just Want You to Know" me mostrou que valeu a pena e que eu faria tudo novamente.



E assim, Backstreet Boys não são para mim apenas ídolos da adolescência.

São pessoas que podem até nunca saber, mas fazem parte da minha vida da forma mais mágica que alguém pode fazer.



Mesmo a milhas de distância, tais canções me fizeram crescer, amadurecer e me trouxeram o amor da minha vida, Dudu, com quem completo este ano 3 anos de casados.

Vida longa aos Backstreet Boys!





Para que eles tornem a história de tantas outras pessoas "Larger Than Life", assim como fizeram com a minha!



E, pra finalizar, separei algumas imagens bem "pitorescas" dos meninos!


"Oh my God! We Back again!"

Cãozinho sortudo...

Se o Burger King tivesse esses funcionários, eu não comeria Mc Donald's nunca mais!

É da idade, né, Nick?!

Faltou só a Anahí cantando "Sálvame"...

Quem nunca sonhou com gente bonita na obra?!
Até cantada barata valeria a pena!

o.0

Quando eu estou na estrada, nunca tem desses com o carro quebrado...

Boys will be boys...

Não são lindinhos?! Tô falando dos Backs!

Quem ficou shocads com essa foto na Capricho, em 2001 levante a mão!

Ir embora pra casa no porta-malas. Quem nunca?!

Se você lembra da campanha "Got Milk?", sinto em te informar, mas você está ficando velha...

o.0

Símbolo fálico...

A clássica.

?

Keep The Backstreet Pride Alive. Amen.


Boys will be boys!
Sphynkter!


P.S.: Durante todo o dia de hoje, postarei na página "Utilitários" banners do #BSB19thAnniversary para vocês!

Compartilhem a vontade!


Com carinho.

Naná Dorough

18 abril 2012

Titanic é bom em qualquer dimensão!

Olá, pessoal!


Como vão?!


Fui ver Titanic em 3D no domingo, mas só hoje consegui me organizar pra falar com vocês que pretendem ir ao filme, mas estão meio na dúvida.

Bom, primeiramente, eu não sou o mala-sem-alça do José Wilker, nem tampouco o Rubens Ewald Filho.


Léo e Kate: Lindos sempre!
Na verdade, eu nem sou chegada a cinema. Acho o ar condicionado muito gelado, as cadeiras extremamente desconfortáveis e odeio ouvir um "piu" que seja, na hora do filme.


Enfim, só vou ao cinema, quando o filme realmente me interessa e, no caso de Titanic, foi mais que isso.

Foi a realização do desejo de poder ver na telona novamente uma das mais belas histórias de amor que eu já vi. 

Um amor que venceu obstáculos, dificuldades e todo tipo de barreira - metafórica ou não - e que se sublimou no coração de uma mulher, permanecendo além de sua própria vida.

Então... Quem for pensando em ver detalhes técnicos, se tal cena ficou realmente em 3D ou não, deve procurar outro filme para ver.

Titanic é de 1997, não de 2007. 

Lá se vão 15 anos de sua estreia (nos Estados Unidos) e, obviamente que para um longa desta idade, a transposição para o 3D não se faz de maneira perfeita.
"Eu quero tchu... Eu quero tchá..."

O filme (logicamente) não foi pensado com este propósito e a transposição foi feita por software, o que deixa algumas cenas de fato sem efeito algum.


Entretanto, isso pode ser um dado muito relevante em qualquer outro filme, mas não importa  nada em Titanic.


Se você se emocionou na primeira vez que viu deve ir assistir sim, nem que seja pra relembrar o que você fazia, como você era e do que gostava há 15 anos atrás.

Mais do que vivenciar o 3D no filme, ver Titanic no cinema, 15 anos depois é uma experiência muito interessante. 

Parece uma viagem no tempo, na qual, o filme é o mesmo, mas tudo em você e ao seu redor mudou.

Suas concepções, experiências, trajes, aparência física e até mesmo a companhia e o cinema, tudo mudou. (Ou mesmo o fato de que você nem era nascido ou era criança demais em 97 e 98, que foi quando ele estreou no Brasil).

No meu caso foi bem legal pensar que há 15 anos atrás, eu, com meus 12 aninhos suspirava pelo Leonardo DiCaprio (sonhando em ser a Rose dele) e hoje sou casada e estava ali vendo o mesmo filme. 

Mas apesar de minhas concepções e minha cabeça terem mudado, minha emoção foi a mesma.

Minha cena preferida...(E que eu choro liiiiiitros).
Por isso eu acho que a magia do Titanic não está em efeitos especiais ou mesmo no 3D. Está em, mesmo já tendo sido reprisado diversas vezes, ainda sim poder conseguir emocionar plateias do mundo inteiro.

As cenas dos jantares para mim foram as mais belas em 3D. Os relatos da Rose velhinha ao pessoal que procurava o colar também ficaram muito bacanas.


O que me chamou atenção foi a mudança em algumas partes da legenda, como por exemplo em "Faça valer a pena" (da hora que ele dá o bilhete que diz que a espera no relógio), que agora virou: "Faça o dia valer". Uma bobagem, mas que me chamou a atenção, já que isso ocorreu em algumas ceninhas bem clássicas do filme.


No entanto, a magia do romance de Jack e Rose te prendem de uma forma, que você esquece do 3D e passa a viver mais uma vez o sonho deles, sofrer junto com eles e se emocionar com a despedida, como se nunca tivesse visto aquelas cenas antes.

Por isso, dê essa chance a você mesmo: deixe as armas contra o filme em casa e vá assisti-lo de coração aberto. 

Leve uma boa companhia, chegue uns minutinhos antes, sente-se na melhor poltrona e faça uma viagem para 15 anos atrás... 

E você perceberá que não são os efeitos que fazem o filme ser interessante, mas o enredo e o romance de Jack e Rose, encantadores em 2 ou 3D.


Assistam!


Com carinho,


Naná.



(Eu amo Titanic... Amo tanto que olha só qual foi o meu presente de aniversário de 14 anos?!)
Lojas Americanas - Vinha com um encarte muito fofo que deve tá na minha pasta do Leonardo DiCaprio, lá na casa da minha mãe...
É, tô ficando velha mesmo, viu?!







17 abril 2012

Olá, pessoal!

Como estão?!

Hoje eu vim falar de fé.
Não digo a fé nos termos religiosos, mas aquela força interior que tiramos não sei de onde, que nos deixa profundamente consolados e certos de que tudo irá ficar bem.

Sabe aqueles dias em que somos tomados por uma alegria incontida e uma esperança sem tamanho e que passamos a acreditar que temos força e ânimo para superar qualquer limite?!

Hoje estou assim.

Fui tomada por um sentimento de alegria, esperança, ao mesmo tempo de constatação de que as coisas podem sim ser melhores.

Estou achando o dia tão bonito... O céu estava mais cedo tomado por um azul que cuja matiz há muito eu não percebia, talvez por ter parado por vezes de enxergar a vida com os olhos da alma.

E agora chove. Cai uma tênue chuva que não me traz melancolia, mas que me conforta, que acalma minha alma e meu coração...

A fé nos faz fortes. 
Nos faz crer que não há muros tão altos que os sonhos não possam transpor.

E que a esperança que temos torna-se asas que nunca nos deixam cair.

A fé é como um sopro. Um sopro de vida que movimenta nossas asas e enche nossos pulmões de vida.

Sinto-me bem, apesar de tudo.

E passei ainda mais a dar valor naquilo que de fato tem valor.
Sou grata ao que tenho e aprendi a ser grata pelo que ainda há de vir.

Passei a agradecer até o que ainda não se concretizou, pois a fé me dá este respaldo. Sou mais feliz assim!

Por isso hoje eu digo: creia, tenha fé.

Abandone aquilo que não te deixa seguir em frente encha o seu coração de fé.

Crie asas, alce vôos. Não tenha medo de cair. Mantenha sua dignidade e fé, até em seus momentos de queda e fraqueza...

E eu tenho certeza de que você perceberá como tudo na vida pode ser bem melhor e quanto tempo você perdeu dando importância ao que não tem valor algum...

E lembre-se: há uma grande diferença entre viver e sobreviver.

Quem vive, tem sentimentos, tem experiências e aprende com elas. Quem apenas sobrevive, espera no outro a sua chance de respirar, de experimentar e de, quem sabe, viver.

Bem, é isso!

Uma excelente semana, repleta de muita fé para todos nós!

Com carinho,

Naná.






10 abril 2012

A vida em imagens (Parte 1 - Paisagens)

Oi, gente!!

Que eu sou verborrágica, até meus hamsters e Pullips já sabem! Hehehehhehe!

Porém, hoje resolvi inaugurar uma nova "catiguria" aqui: vou contar sobre coisas da minha vida por meio de imagens.

Esta "Parte 1" vai ser com imagens de paisagens. Fotografias que fiz por andanças minhas e que me trazem boas lembranças...


Tem imagens que estão sem créditos, mas são todas minhas. Umas já tinham créditos, pois já estavam em minhas páginas do Kut e do Face. Tô com preguiça hoje até de abrir o Photoshop. 


As que não têm legenda são de estradas. E como sou "pé de borracha", não lembro de quais estradas foram...


Não sou fotógrafa profissional infelizmente, pois adoraria, passo anos-luz disso!


Apenas tento tirar minhas humildes fotinhas com os olhos da alma.

Quer ver?!



Rio São Francisco/Serra da Canastra



Itumbiara - Goiás




Hotel Itatiaia - Caldas Novas - GO (E as próximas 3)




Jardim Japonês - Caldas Novas - GO

Serra Verde - Caldas Novas GO


Céu de Brasília - DF

Catedral Metropolitana de Brasília.

Clube "Caça e Pesca" - Uberlândia - MG (E as próximas 5)









Uberlândia - MG

Uberlândia - MG

Capela próxima ao International Resort - Caldas Novas - GO

E, pra finalizar, uma tirada anteontem (08/04) aqui em Uberlândia. O céu do pôr-do-sol foi um verdadeiro espetáculo!


Espero que tenham gostado!

Nosso próximo tema da série é...

Surpresa! Hehehehe

Com carinho,

Naná


Real Time Web Analytics