• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

Mostrando postagens com marcador Coisas fofas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Coisas fofas. Mostrar todas as postagens

08 abril 2012

Rainbow Cupcake - Estão servidos?! (Parte 2)

Olá, pessoal!

Conforme prometido, aí vai a segunda parte de nossa "saga"!

Agora, prontinhos (e já comidos! kkkk).

Quem não viu a primeira parte, clique aqui.



Mais 4 bolinhos que colocamos pra assar. Mesmo problema: derramou.
Graaaande problemão! kkkkkk

Não ficou lindo?!


Conforme prometido: a cobertura. 


É muito complexa, por isso você precisa prestar bastante atenção e seguir todos os passos corretamente, senão dá errado, ok?!


Bom, primeiro, despeje o conteúdo de uma caixinha de chantilly (aqueles prontos para bater) no recipiente da batedeira.

Bata em velocidade media à máxima, até ficar beeeem consistente. 

Coloque no saco de confeitar...

Pronto.

Difícil, não?!
Ahuahauahauahaua! 

Daí, como se não bastasse a cor do bolo, coloque mais cor com estrelinhas coloridas ou mesmo "Confeti" (as "pílulas de chocolate").

Não ficaram lindinhos?! 

*_*

Montados. Só um deixamos com o papel, pois (óbvio) que eu quis tirar foto das meninas com ele!

Mordidos. Viu como fica linda a estratificação?!

Hum....

Tirar foto dessas lindezas é compulsório também!

A orgulhosa de Uberlândia.

Orgulhosos. Deu tudo certo.
Muito bom saber que juntos sempre fazemos coisas bacanas!
Quero agradecer ao meu marido querido pelo apoio (de sempre. Não só em cupcakes, mas na vida).


Sem ele, essa belezinha não teria saído (nem tantos outros sonhos teriam se tornado realidade).

*Suspiros*


Bom, mas quem fizer, conta pra mim como ficou! 

Mande seu nome (endereço de seu blog, caso tenha) e as fotos e seu relato de como foi fazer o rainbow cupcake para o nosso e-mail de contato

Eu publico aqui no blog, fazendo um post em homenagem e contando sua experiência!

Abraços!

Com carinho.

Naná.

P.S.: Mais tarde venho desejar "Feliz Páscoa" direito a vocês, tá?!

07 abril 2012

Rainbow Cupcake - Estão servidos?! (Parte 1)

Olá, pessoal!

Feriadão sem Caldas Novas tá rendendo bons frutos, viu?!

Um deles é a realização de um sonho que já vinha "cultivando" há quase 1 ano: Fazer um bolo arco-íris.

Vi isso na internet e pirei. Haveria algo na culinária mais "Naná" que um bolo todo colorido?! Não...

Pois então, virou meta!

E o marido que adora apoiar minhas faltas de noção meus sonhos, comprou os ingredientes e embarcamos na aventura.

Quem me conhece sabe que eu não sou chegada a cozinha, mas neste caso foi por uma boa causa!

Além de ter dado certo, ficou gostoso (um medo nosso, devido ao excesso de corantes) e foi uma experiência de encher os olhos...

Nessa primeira parte, mostraremos até onde o bolinho ficou pronto. Assim que decorarmos, mostramos a segunda parte, ok?!

Não vou ficar dando receita não... Até porque não tem muito mistério. Se eu fiz, qualquer um faz.

Mas se vocês precisarem de mais informações sobre o tema, entrem no blog de minha mana Juhjuh e leiam!

Bora?!

Massinha de bolo de caixinha (isso mesmo, bolo festa) e um início TENSO: Será que vai dar certo?! 


Me, me, me, mexe...

Usamos corantes em gel com nomes bem pitorescos (rs): Pink (ok), Vermelho Natal (Hã?! Tipo, tem vermelho específico pra data?!), Azul Anis (ok) e Amarelo Gema.

Massinha batida e dividida nos potinhos. Prontas para receberem um pouco de cor! 

Tcharaaaaan! Colorimos com o tal gelzinho. Achei o azul beem forte. Pode bater manualmente a massa a vontade com corante, isso não interfere em nada. Pelo contrário, é necessário pro gel ser misturado. 



Como o nosso corante não era com conta-gotas, a medida "olhômetro" que usamos foi a de uma pontinha da faca de cozinha, o que daria a terça parte de uma colher de café.

Nem ficou tão forte ou será que o vermelho do Natal é de fato esse tom salmão?!

Ah, a nossa massa ficou bem firme e pra esse tipo de bolo é assim que tem que ser, senão as cores se misturam.


Chegada a hora de distribuir as partes coloridas da massa nas forminhas. O segredo é não mexer, apenas despejar (com uma colher mesmo) camada por camada! A massa não se mistura sozinha, ok?! Hehehehe

Fizemos uns com três, outros com as quatro... E aloka aqui fez um com sei lá quantas! Ficou psicodélico! kkkkk



Cada uma ficou num padrão. Não fotografamos a montagem porque além de ter sido um momento TENSO, fizemos muita lambança! A pia ficou repleta de respingos coloridos!

Faltaram só os Ursinhos Carinhosos pra completar a cena! Muahahahahah!

Bom, mas brincadeiras à parte, se seu marido ou quem mora com você é assim um pouco mal-humorado ou odeia bagunça, não faça esta brincadeira culinária.

Afinal, suja muita louça, como vocês podem ver na imagem (mas bota "muita louça" nisso) e desperdiça bastante massa (já que a transposição se dá da batedeira pros potinhos e destes pras forminhas).

Ah, falando em forminhas, estas são de papel e estão dentro de uma outra de alumínio que tínhamos aqui pra Petit Gâteau e que serviu como uma luva!

Ver as cores é algo compulsório.

Parece que dá mais e mais vontade de sair despejando só pra ver  aquele balé de manchinhas coloridas sobrepostas... *_*

De várias formas...

Cores...

E tons! Porém, não vá se animar muito e encher a forminha, senão...

Depois de 1h de forno... Putz, f*deu! Derramou! E agora?!

Calma, relaaaaaxa... Só cortar, comer e admirar o quanto ficou lindo!

Arestinhas "classe A"! kkkkkkkk


O amarelo com tom de rosa tá parecendo que recebeu brush do Photoshop! kkkk

Mas, na boa, não ficaram lindos?!

Já que o bolinho esfriou, vamos tirar um do papel pra ver como ficou. Porque eu não vou aguentar esperar cobertura nenhuma não! 

Olhem só como ficou lindo o papel! *_*

E ele sem o papel ficou assim! Vamos ver por dentro?!



Não é porque está lindo que esteja ruim! Ficou de fato gostoso, sem gosto de corante, nem nada!





Cortadinho em mais fatias.

*________________________*

Liiiiiindo! *_*


Vou ficando por aqui, enquanto como minha amostrinha.

Mais tarde, não percam a segunda parte, ok?!
Isso se a gente não ficar com preguiça e comer todos como estão!
Abraços.

Com carinho.

Naná.

09 janeiro 2012

Kokeshi: fofuras japonesas apaixonantes

 Olá, pessoal!

Como vão vocês?!

Primeiramente, quero agradecer muito a todos que visitam meu humilde blog... 

Este cantinho não tem nem 1 semana e já temos mais 200 acessos!

Muito obrigada! De coração!


Bom, agora vamos ao assunto de hoje: Kokeshis.


Eu não sou chegada a "bibelôs" porque acho coisa de casa de vó... Mas tenho que admitir que adoro coisas fofas...

Tenho apenas 2 Littlest PetShop, mas um dia ainda faço uma prateleira cheia deles! *_*



Além dos Littlest, outra fofurinha que namorei por dois anos foi a Kokeshi...



Pra quem não sabe, as Kokeshi são bonequinhas feitas de madeira e que tiveram origem no norte do Japão. 


Inicialmente, entre 1600 e 1868, as Kokeshis eram para serem vendidas como souvenires aos visitantes das fontes termais do nordeste do Japão.

Há, ainda a história de que o termo "Kokeshi" significa "crianças perdidas". Essas bonequinhas seriam usadas na Ilha de Okinawa em enterros ou  cerimônias de cremação de crianças que ainda não tivessem completado os 12 meses de idade.

Nas bonequinhas, seriam fixadas a alma das crianças para que não se sentissem perdidas "pós-morte". Para agradá-las eram oferecidas frutas, origamis e outros "mimos" (algo que me lembrou o "dia dos mortos" do México).

É tradição adotar bonecas "abandonadas" com a justificativa de boa sorte no lar.


Um outro significado para as Kokeshis (mais fofo e alto astral) é que elas trazem sorte, felicidade e longevidade.

As Kokeshis são divididas em dois grupos: tradicionais (chamadas de "Dento")  que seguem padrões definidos de cada área do Japão.


São elas: Tsuchiyu, Togatta, Yajiro, Naruko, Sakunami, Yamagata, Kijiyama, Nanbu, Tsugaru, Zao-takayu, e Hijioro.


Já as modernas "Shingata" que não seguem padrões de uma região, o que possibilita aos artistas total criatividade quanto a cores, formas e desenhos.

Significados das cores das Kokeshis:

amarelo-alegria
rosa- delicadeza
azul- inteligência
lilás- beleza
verde- liberdade
vermelho- sucesso
branco- tranquilidade
preto- modernidade


As Kokeshis têm um cabeção (rs!) e o tronco com o motivos florais pintados. Não possuem nem pernas nem braços.

O rostinho (fofíssimo) é pintado em traços finos, o que dá mais charme a elas...

Pois é.
Sempre olhava, mas nunca comprava...

Eis que as vi em Caldas Novas na viagem que eu e Dudu fizemos pra comemorar nossos 2 anos de casados e não resisti... Comprei!

Não são fofinhas as minhas Kokeshis Shingata?!

Foi então que me decidi: Vou colecionar!

E nesta última vez que fui à Caldas... Novas Kokeshis chegaram!
 

Estou muito apaixonada por elas... Principalmente pelo sorrisinho da pequenininha!

E não sou só eu!

Elas tão "bombando"  na Globo! rs!



Novela "Ti-ti-ti"


Novela "Insensato Coração"

Espero que tenham gostado!

Com carinho,

Naná.

 
Real Time Web Analytics