• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

12 fevereiro 2012

A morte de Whitney Houston, Leslie Carter e a efemeridade da vida

Olá, pessoal!

Sei que certos assuntos não são pra um domingo à noite, mas... Infelizmente, a dor, muitas vezes, não pede licença e entra de repente.

Não estou falando de mim. Estou cá com minhas reflexões, mas nada que não possa ser resolvido...

O que me deixou chateada mesmo foi o falecimento de duas pessoas tão belas, tão cheias de vida como Whitney Houston e Leslie Carter.

Primeiro, Leslie.


Irmã do Nick Carter, garota linda, cheia de vida e correndo atrás de uma carreira artística. Mãe. 25 anos. Deixa uma menininha linda, um bebê ainda...

Depois, Whitney.

Uma das mais belas vozes do POP, aquela que sabia traduzir sentimentos com a música. Uma cantora do tempo em que ainda se conseguia reunir em um CD verdadeiras divas.

Alguém com a cara que o POP sempre quis ter: vibrante e emocional, na medida certa.





Vão-se as duas. Tão jovens.

Agora, não interessa mais o porquê. Tornaram-se anjos e foram para perto de Deus. Se fizeram algo errado ou certo, o que importa é a memória do que ficou.

Do que ficou de bom.

Fico impressionada com a "enxurrada" de homenagens a Whitney Houston, assim como me impressionei ao ver as do Michael.

Dois gênios da música POP, de um tempo que este gênero musical era tido como ruim e puramente comercial.

É, precisou vir uma onda de "réplicas" mal-feitas dos anos 90 para se reconhecer a qualidade do POP. Antes tarde, do que nunca.

Críticas à parte, penso também sobre quão efêmera é a vida. 

É algo tão incrível pensar que podemos gerar vidas e essas serem responsáveis pela continuidade do mundo...

E mais incrível ainda saber que somos inseridos em uma "nave" chamada Terra, acumulamos riqueza, prestígio, conquistas, mas não somos donos de nosso próprio destino. 

Não sabemos quando partiremos e vivemos, na maioria do tempo, de forma tão mecânica que só lembramos que nossa existência terá fatalmente um fim, quando vemos pessoas especiais partirem.




Assim, devemos, de fato, aproveitar a vida e procurar sermos o melhor que pudermos ser. Temos um caderno em branco chamado "vida" em nossas mãos e cabe a nós escrever nele da melhor forma possível.

Um dia, este caderno se fecha e aí não haverá mais nada a se fazer... Fica como lembrança o que foi feito, o que foi registrado, o que foi "escrito".

E é por isso que devemos ter sempre muito cuidado em não deixar nossa vida de lado, em meio a tantos problemas e questões que insistem em desviar a nossa atenção.

Não encontre hora pra amar, dizer "obrigado", nem para sorrir. Faça disso uma obrigação em sua vida.  Busque transformar as coisas que te fazem mal em uma meta: se livrar delas. Sorria mais, cuide mais de você mesmo!

No mais, passe pela vida e deixe nela boas lembranças pra quem te ama!

Falando em alegria, Wando também nos deixou.

Quer exemplo maior de pessoa "alto-astral" que ele? Seja assim! Seduza a vida, faça sorrir e viva de maneira mais leve.

Deixo vocês com uma imagem-frase que vi no Facebook e que me fez pensar:

Estranho mesmo. Porém, mágico.

Por isso, viva. Viva bem o quanto puder. Afinal não sabemos até quando este dom divino irá durar.



 
Boa semana a todos!

Com carinho.

Naná




2 comentários:

Dudu disse...

Viver é o que importa. Viver da melhor forma possível, sempre fazendo o bem e sendo bom. Onde isso vai dar não sabemos, só sabemos que um dia a mudança para outro lugar é inevitável, mas se estamos aqui, é porque há um porquê.

Sejamos felizes!

Eu sou feliz por ter você!

Quanto à Whitney, uma das mais belas vozes do mundo. Que bom que pudemos vê-la brilhar. À Leslie, nossos pêsames ao Nick, e esperamos que ele não tenha sido injustiçado nessa história. Ao Wando, um cara de bem e do bem, e mesmo que suas músicas não sejam um clássico da erudição, animaram e animam várias gerações e nos distrai, isso é bom também.

Lalah Melo disse...

Mana, primeiro de tudo quero dizer que seu blog tá uma linduuuuuura! Saudades da sua alegria e animação! Que ela dure e consiga ultrapassar qq coisa que ainda possa vir!

Qto ao post de hj, tenho que concordar que essas últimas "partidas" tb tem me deixado mto triste.
Mesmo sabendo que eu tenho uma certa resistência a dor da perda, acho que com tanta coisa (só na família já foram mais de 5 mortes próximas em 2 anos! E com tanta gente famosa, que mesmo longe, nos marcou tanto!) acho que estou perdendo um pouco dessa capacidade para "superar".
O único jeito é se conformar que Deus sabe exatamente o quê e quando faz!

Bjos!

Real Time Web Analytics